Ao Cair da Noite

Fórum para discussão e criação do RPG Ao Cair da Noite, de Tiago José Deicide Galvão Moreira, autor de Anjo: A Salvação e Demônio: O Preço do Poder.
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Cosmologia do Éden e do Inferno

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Padre Judas
Admin
avatar

Mensagens : 31
Data de inscrição : 30/05/2015
Idade : 36
Localização : Belo Horizonte/MG

MensagemAssunto: Cosmologia do Éden e do Inferno   Qui Jun 09, 2016 10:41 pm

Não sei se cheguei a comentar isso na lista, mas se aconteceu, vamos tratar como se fosse algo inédito.

Há anos eu tenho pensado que a organização geográfica do Éden e do Inferno poderiam ser diferentes.

Ao que parece, ambos foram pensados para serem similares a mundos físicos, como a própria Terra, inclusive com um senso de "finitude", de restrição física. Mas porque não fazer diferente?

O ÉDEN

No caso do Éden, minha ideia passa pelo conceito de Jardins.

É assim: o Éden deixa de ser um grande mundo e se torna uma espécie de "multiverso limitado", composto por inúmeros semiplanos chamados Jardins. Cada Jardim é um mundo em si mesmo - alguns são fechados e restritos, outros amplos e aparentemente infinitos. Alguns Jardins reúnem comunidades de populações muito específicas, que em alguns casos até desapareceu na Terra, mas ainda estão aqui, existindo, com poucas alterações. Imagine comunidades de nômades caçadores-coletores habitando um Jardim instalado em uma realidade similar à Europa Central do ano 8.000 a.C, e outro no Egito do século III d.C., por exemplo.

Mas os Jardins não são completamente fechados e estanques. Eles estão conectados entre si por caminhos fixos e mapeados chamados Vias, através dos quais os habitantes do Éden (almas puras e anjos) podem transitar livremente. Obviamente, há Vias terrestres, mas elas também podem ser náuticas ou aéreas.

A posição dos Jardins pode ser mapeada uns em relação à outros, criando grandes mapas tridimensionais. Esta proximidade é relacionada à proximidade cultural entre os habitantes típicos de cada Jardim.

Há Jardins não habitados - por almas puras ou celestiais. São lugares afastados, que retratam períodos da Terra anteriores ao surgimento da raça humana. É possível alcançar lugares habitados por dinossauros, ou até mesmo uma terra em formação, de cinzas e fogo, sem atmosfera respirável. Estes lugares atraem aventureiros e pesquisadores curiosos de estudar as condições iniciais do planeta in loco, ao invés do estudo costumeiro feito na Terra, com base em evidências e dedução. Estes Jardins, entretanto, não estão conectados por Vias fáceis, mas por passagens difíceis que devem ser encontradas e atravessadas com cuidado. A Astrologia e outras formas de adivinhação podem ser usadas aqui para encontrar o caminho real, e evitar os becos sem saída.

Outra categoria de Jardim não-habitado são aqueles que já o foram, mas seus habitantes partiram. Talvez tenham simplesmente ido viver em outros Jardins, talvez tenham Transcendido. O fato é que estes Jardins carregam ruínas destas culturas. Como os primeiros, estes também são de difícil acesso, mas podem acabar sendo encontrados pelos mesmos meios.

Cada uma das grades Cidades do Éden é um complexo de Jardins, tão unidos entre si que é difícil identificar onde um começa e outro termina. Assim, cada bairro ou distrito de Libertatis, por exemplo, pode ser tão grande quanto Nova York ou até maior, e se expandir sem restrições, enquanto coexiste com o resto da Cidade.

Zelando pelos Jardins estão uma classe especial de espíritos chamados Jardineiros. Eles são similares aos Guardiões, mas menores em poder e sabedoria - mas também são mais comuns e acessíveis. Os Jardineiros mantém as características principais dos Jardins, e auxiliam seus habitantes das mais diversas formas, tornando a vida mais fácil para todos.

O INFERNO

No caso do Inferno, cada Círculo é um semiplano, cujas extensões não estão claramente definidas mas são imensas. Como no Éden, existem caminhos conectando os Círculos, mas eles são bem mais difíceis de transitar, além de estarem restritos pelo poder de Lordes e Grandes Lordes. Aqui não há "Jardineiros", apenas espíritos malignos selvagens que vivem junto às bestas fantásticas, ameaçando os habitantes.

-------------------------------

Isso é uma ideia inicial, embora eu tenha algo mais definido. O que acham?

_________________
Para toda Luz há uma Sombra, mas as Trevas sempre sucumbem diante do Sol!

- Arcanjo Padre Judas, Serafim dos Líberes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://aocairdanoite.forumeiros.com
Deicide
Admin
avatar

Mensagens : 112
Data de inscrição : 31/05/2015
Idade : 36

MensagemAssunto: Re: Cosmologia do Éden e do Inferno   Sex Jun 10, 2016 8:27 am

Eu não sou 100% satisfeito com as descrições do Éden e do Inferno porque as criei há muito tempo, lá no começo da carreira, e muitas ideias diferentes surgiram desde então.

Contudo, tenho uma política de consistência: não volto atrás em aspectos de cenário que já foram publicados. Acho desrespeitoso com os fãs e prefiro melhorar e expandir o que existe do que refazer. Simplesmente detestava quando a White Wolf fazia retcons, e aprendi com isso.

A sua ideia de que Éden e Inferno são como mundos físicos é errada. Há diversos aspectos sobrenaturais neles, impossíveis num mundo físico.

Refazê-los em algo mais esotérico também não é do meu agrado. Há um monte de perguntas e inconsistências que surgem quando se parte para esse pressuposto. Particularmente, não gosto da ideia de separar o Éden em eras, porque o conceito central do Éden é que toda a humanidade está lá, de alguma forma unida. Não haveria um paraíso apropriado a cada cultura, você chega lá e tem de se adaptar, deixa de ter uma nacionalidade ou temporalidade, está em contato com todo o melhor da humanidade.

Da mesma forma, o horror do Inferno não é seja difícil escapar de um lugar para o outro, mas que não importa aonde você vá, será um lugar horrível para se estar. Eu cheguei a cogitar escrever uma história de um grupo de almas perambulando pelo Inferno (o conceito básico reaproveitei nos trechos do Livro dos Feudos). Acabei desistindo porque estava difícil basear uma história toda em gente detestável (visto que ninguém vai para o Inferno à toa) passando por horrores sem fim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário https://drive.google.com/folderview?id=0B0O6h4ypgES5YURxSWlrN3Vt
 
Cosmologia do Éden e do Inferno
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Ao Cair da Noite :: Ao Cair da Noite :: Guerra pela Salvação-
Ir para: